História

versão inglês  

Durante três anos, os participantes do grupo GET - Grupo de Enfermagem do Trabalho, formado por enfermeiros que atuavam em empresas de vários ramos de atividade profissional, se reuniam periodicamente em Universidades e/ou na  Fundacentro - SP para discutir e aprimorar seus conhecimentos sobre temas relevantes para a sua prática profissional, até que perceberam, levando em consideração as demandas e peculiaridades da Especialização em Enfermagem do Trabalho, ser imprescindível ampliar essa troca de experiências para o âmbito Nacional.

Somente a criação de uma Associação poderia suprir tal necessidade, propiciando suporte científico e cultural específicos. Sendo assim, durante o II Encontro Nacional de Enfermeiros do Trabalho, realizado em São Paulo em 1986, que contou com a participação de aproximadamente 300 Enfermeiros do Trabalho de vários Estados do Brasil, foi fundada a ANENT - Associação Nacional de Enfermeiros do Trabalho.

Em outubro de 1998, durante o VIII ENENT - Encontro Nacional de Enfermeiros do Trabalho, o estatuto da ANENT foi revisado e consolidada a mudança do significado da sigla  para Associação Nacional de Enfermagem do Trabalho em reconhecimento as três categorias de profissionais de enfermagem: auxiliares de enfermagem do trabalho, técnicos de enfermagem do trabalho e enfermeiros do trabalho, todos integrantes do SESMT - Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, responsáveis pelo crescimento e respeitabilidade da Enfermagem do Trabalho no Brasil.

Atualmente a ANENT conta com associados e representantes estaduais em todo o país. Desde seu início, a ANENT cumpre as finalidades definidas em seu estatuto, realizando estudos na área da Enfermagem do Trabalho, estimulando a criação de cursos de especialização, realizando intercâmbios com entidades congêneres, nacionais e internacionais, promovendo e participando de atividades científicas inerentes a Enfermagem do Trabalho.

A ANENT tem ainda o apoio de colaboradores internacionais - Enfermeiros do Trabalho da Europa, América do Norte e América Latina, com os quais a Associação mantém um estreito relacionamento.

A Enfermagem do Trabalho no Brasil possui regulamentação específica, expedida pela Portaria 3214, de 08 de Junho de 1978 (Diário Oficial da União, de 06.07.78), do Ministério do Trabalho e Emprego que, por meio da Norma Regulamentadora (NR) 4 - Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (com alterações / atualizações). Essa norma determina que as empresas privadas e públicas, os órgãos públicos da administração direta e indireta e dos poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, devem manter, obrigatoriamente, Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, com a finalidade de promover a saúde e proteger a integridade do trabalhador no local de trabalho.

A NR 4 orienta a organização do trabalho dos profissionais do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), as competências, a qualificação, os campos específicos de trabalho, o grau de risco das empresas, o dimensionamento de funcionários, a carga horária dos profissionais em cada tipo de empresa, de acordo com o seu ramo de atividade, e o número de funcionários. Neste documento oficial, as competências dos profissionais que compõem o SESMT estão descritas no item 4.12 da NR 4 e as demais informações citadas acima, nos Quadros 1 e 2.